Escrito por Valentina De Andrade   
Quinta, 13 de Maio de 2010 19:02

 

JUIZ.

 

Dr. Ronaldo Marques Valle.

 

EGRÉGIOS DEFENSORES.

 

Dr. Arnaldo Faivro Busato Filho.

Dr. Cláudio Dalledone Junior.

Dr. Caio Fortes de Matheus. (Assistente).

Dr. Eduardo Ribeiro Caldas. (Assistente).

Dr. Patrik Roberto Gasparetto. (Assistente).

 

PROMOTORIA.

 

Dra. Rosana Cordovil Correa dos Santos.

Dr. Clodomir Assis Araújo e Dr. Clodomir Assis Araújo Jr. Assistentes.

 

FORMAÇÃO DOS JURADOS.

 

Desconhecia como é formado um júri representativo do povo, que decide sobre o réu. Acompanhei o método observando Dr. Busato e a promotoria anuir ou não com os nomes chamados, ficando assim determinado:

 

Maria Emília Ferreira da Silva.

Suely Nunes Pereira.

Odília Milhomem de Azevedo.

Betania Maria Amorim Danin Costa.

Roselene Ferreira Carneiro.

Gil Lean Silva Borges.

José Julio Nascimento Rodrigues.

 

Após, motivado por compromissos inadiáveis da profissão, Dr. Busato retornou a Curitiba.

Chegado o momento do confronto final, eu continuava estranhamente calma. Sou chamada e me dirijo ao plenário. Num relance vejo meu marido, filho, vários amigos e um deles portando filmadora, onde cada acontecimento ficou gravado. Meus olhos rápidos perceberam a sala lotada. Quantas expectativas guardavam! Ao dia anterior tomei ciência que poderia falar durante o tempo que considerasse necessário para defender-me. Quem se deixa levar pelo sentimento da verdade, não necessita escritos para ler. Então, nada escrevi. Sentia-me contente, porque finalmente e após onze anos eu falaria publicamente, podendo refutar as acusações a que estive impedida desde o primórdio das perseguições. Ao início do julgamento a emoção me cobriu ao constatar a presença do Dr. Busato.

 



Actualizado: Segunda, 29 de Outubro de 2018 20:09
 
Banner