Escrito por Valentina De Andrade   
Quinta, 13 de Maio de 2010 19:02

 

A MÃO E SEUS DEDOS.
Manifestação cósmica.

Metafórico.

Utilizando-me de dois dedos que apontavam, os coloquei sobre a palma de uma das minhas mãos e disse a um deles: Já que apontas, fique aqui por uns momentos e vejamos o que me conta tua mão. Oh mão! Que guardas do que chamas dedos quando te fechas? Abre-te. Quero ver se conservas Luz, e Dela, teus dedos se impregnaram. Vejo que servem para afagar, apontar ou perversamente fustigar. Movem-se por todos os lados e de mil outras maneiras podem atuar. São partes de ti. Tu és a razão e memória de tudo o que tens guardado. Mostra-me então as tristezas, alegrias, o que foi sábio, entregue, recebido ou negado. Deixe-me ver se trazem uma canção para mim, as recordações de um sonho perdido ou talvez calado. A mágoa de sorrisos que foram lançados e não retribuídos, porque sorrindo, negarias o surgir de um possível pranto. Calma e pesquisadora, busca no pensamento ondulante as mentiras que foram forjadas, as ofensas estendidas próximas ou distantes, e os maldosos desejos incontidos. Olhe para mim. Não continues cerrada e lança-me teus raios. Quero ver meu rosto iluminado. Se assim ficar; será porque brilhas. Guardas em cada falange dos dedos, o tempo fracassado, as retorcidas ambições desejadas e não conseguidas. Mostra-me se com girares sem sentido, formou-se o labirinto tão ansiado. Sim... eu sei que muitas vezes juntas teus dedos e afagas tua matéria. São teus servos que ajudam a banhar, vestir, apontar e muito te valem. Mas, por que não dizer, que obedientes se estendem também para abraçar? Mas, pense que a cada afago, as estrelinhas de Luz que possuías, as ofuscaste, porque tuas carícias não passaram de quimeras de quem sonhou e descobriu, não terem passado de hipocrisias! Assim, ao final de um viver material estéril, serás tão somente uma simples mão que unida à outra, estarão num caixão, perpetuamente com os dedos cruzados sobre um peito inerte e totalmente sem vida!

 



Actualizado: Segunda, 29 de Outubro de 2018 20:09
 
Banner